X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

Universidade vai pré-acelerar projetos dos Startup Weekends no Brasil


estacio_nave

Muito se fala sobre o poder de desenvolvimento de uma idéia ou execução de tarefas que são inovadoras para o mercado. Os empreendedores são peças­chave para impulsionar o crescimento da economia brasileira, ao oferecer um recurso essencial: otimismo. Quando suas ideias saem do papel e se tornam negócios sustentáveis, transformam um ambiente e geram mais rendas e empregos.

Com esse espírito, o Startup Weekend, maior rede de líderes e empreendedores do mundo, que tem como missão inspirar e capacitar indivíduos e comunidades, através da educação experiencial, oferece em 54 horas de imersão durante as quais os participantes terão a oportunidade de construir um modelo de negócios em diferentes aplicações – sejam elas web, mobile e até mesmo hardware – e avaliar a viabilidade desses negócios com os mentores presentes, todos com vasta experiência de mercado, para desenvolverem suas startups.

Um estudo feito pela Fundação Dom Cabral (FDC) analisou o quanto incubadoras e aceleradoras impactam na duração das startups. Quem conta com apoio tem 3,45 vezes mais chances de prosperar, na comparação com startups que alugam salas comerciais para seus encontros. A pesquisa mapeou também que uma em cada quatro startups brasileiras morrem antes de completar um ano de vida; metade das empresas não passa dos quatro anos de operação.

Entrando em um cenário onde poucas instituições no país trabalham a capacitação de empreendedores no mercado, a Universidade Estácio de Sá desenvolveu o Núcleo de Aceleração e Valorização da Estácio (NAVE), um programa que visa ajudar equipes promissoras, e ainda na fase inicial, a encontrar o caminho para a adequação do seu produto no mercado e prepará­las para uma aceleradora, investimento ou lançamento do seu produto. O objetivo da NAVE é fornecer recursos ­ pesquisas, informações, encontros com profissionais renomados do segmento ­ para empreendedores, para que avancem em sua jornada empreendedora.

universidade_estacio_de_sa

Para os parceiros, acelerar o processo é prioridade. A interação entre a academia e o setor produtivo se torna mais importante do que apenas criar conhecimento. Colocá-­lo a serviço da sociedade, mediante acordos com o mercado, vem como objetivo da união dos dois programas. “Queremos dar a oportunidade para os empreendedores do Startup Weekend terem acesso a um dos melhores processos de pré­-aceleração do Brasil. É o que aconteceu com a startup Plataforma Saúde, eles ganharam uma edição do Startup Weekend, decidiram desenvolver o negócio e foram selecionados para a primeira turma do programa NAVE da Estácio”, declara Tony Celestino, Country Manager da UP Global no Brasil, organização responsável pelo Startup Weekend.

“Após o Startup Weekend, o participante que queira levar a frente seu projeto, enfrenta a dura realidade de que, para ser bem sucedido, tem que continuar a buscar espaços que o apoiem e criem condições propícias para aumentar sua chances no mercado altamente competitivo. Nosso objetivo é criar uma ponte direta entre o Startup Weekend e a Estácio para capturarmos essa energia gerada durante o fim de semana. No Espaço NAVE, os empreendedores são capacitados e mentorados para decolarem sua startup. Torná-­las aptas a concorrerem a programas de fomento, demodays e a seleção de aceleradoras”, posiciona Lindália Sofia, Diretora de Inovação da Universidade Estácio de Sá.

Norte a Sul

Como parte da parceria serão realizados sete edições do Startup Weekend nas unidades da Estácio em diversas cidades do país, de Florianópolis até Boa Vista, passando por Belo Horizonte, Juiz de Fora, Maceió e Rio de Janeiro. A própria Lindália estará participando de todas essas edições, ajudando na mentoria das equipes e de olho em potenciais empreendedores e startups para participarem no processo de pré-aceleração do Espaço NAVE no Rio de Janeiro.

O diálogo reside no fato de que empresas e universidades atuam como entidades isoladas e prescindem de análise das particularidades e das missões dos dois segmentos. Neste sentido, a interação entre estes dois atores se mostra como algo de fundamental importância na medida em que ela contribui para melhor formação dos estudantes; o que já é razão suficiente para buscar a intensificação. Por outro lado, a parceria pode contribuir para levar a cultura de valorização do conhecimento para a empresa. Além disso, é indiscutível a necessidade que as universidades têm de conhecer as práticas empresariais e vice­-versa, e este intercâmbio só é possível a partir das trocas cotidianas.

O post Universidade vai pré-acelerar projetos dos Startup Weekends no Brasil apareceu primeiro em Startupi.com.br.

fa SS gsZAcQ

Via RSS de startupi

Leia em startupi

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo