X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Empreendedorismo

As pessoas bem-sucedidas precisam de hobbies

Aspessoasbem sucedidasprecisamdehobbies

Você tem um hobby? Se não tem, procure. Isso pode ajudar você a ser bem sucedido


Você tem um hoby? Se não tem, procure. Isso pode ajudar você a ser bem sucedido

Como um criativo, empreendedor engenhoso e obstinado, você traz muitos talentos para a mesa. Algumas dessas habilidades e dons são inatos, alguns vêm com a experiência e muitos veem de sua vida fora dos negócios.

Pessoas ocupadas, muitas vezes se envolvem em hobbies e aventuras de fim de semana, como forma de desenvolver resistência, espairecer, colocar as coisas pra fora e se divertir.

Mas, por trás disso há outros benefícios: seus hobbies e interesses pessoas poderiam melhorar suas habilidades de empreendedorismo e liderança.

Além disso, eles também podem torna-lo mais resistente quando você estiver enfrentando uma situação estressante.

Que empreendedor não gostaria disso?

Você deixou seus passatempos favoritos caírem no esquecimento? Talvez os resultados de um estudo feito por psicólogos na Universidade de São Francisco possa encorajar você a ter um pouco mais de diversão.

A pesquisa confirma que os profissionais que têm passatempos ajudam a conceber soluções criativas para problemas relacionados ao trabalho.

Aqueles mais engajados na atividade criativa, muitas vezes marcaram 15% a 30% mais no ranking de desempenho do que aqueles menos engajados.

Kevin Eschelman, professor assistente de psicologia na Universidade de São Francisco afirma que descobriram que, quanto mais as pessoas se envolvem em atividades criativas, melhor será o desempenho no trabalho.

Isso também funciona para incentivar os funcionários a se envolver em hobbies. Afinal, não importa que os praticantes de passatempo sejam empreendedores ou funcionários, elas eram mais propensas a ajudar os colegas de trabalho.

Kevin disse que conversou com vários empreendedores para testar a teoria. Aqui está um pouco do que ele aprendeu.

Você tem algum hobbie? Se não tem deveria reconsiderar.

Você tem algum hobbie? Se não tem deveria reconsiderar.

Continue praticando

Jud Hollas é apaixonado por futebol americano. Seu pai, Hugo Hollas, jogou no New Orleans Saints e no San Francisco 49ers nos anos 70 e isso teve um grande impacto sobre a sua infância.

Sua carreira no futebol inspirou que o seu filho jogasse futebol americano no colégio. É um esporte complicado e com isso, Jud começou a gostar dos desafios físicos e mentais que ele exige,

Dessa maneira, Jud descobriu que o futebol americano o prepara para lidar com desafios em outros aspectos de sua vida, especialmente como um empreendedor.

Ele também ensinou a manter o foco e pensar sob pressão. Mesmo quando ele está esgotado, ele não tem preguiça de ir para o jogo de futebol americano.

E por conta disso, ele sempre continuou seu hobby, mesmo que a empresa esteja passando por estresse financeiro ou experimentando assuntos estressantes.

Outra coisa importante é que não se trata apenas de realização individual, mas sim sobre a realização da equipe.

No futebol, um jogador e seus companheiros de time sacrificam-se para o bem comum da equipe, e nos negócios é assim que funciona. O trabalho em equipe e a camaradagem é o que impulsiona o sucesso nos negócios.

Tenha atitude para ganhar o jogo

Peter Diamond tem disso um ávido jogador de tênis desde que ele pegou pela primeira vez em uma raquete, aos 14 anos.

O que ele ama no jogo é a combinação perfeita de resistência física e agilidade mental. É uma parte jogo de xadrez, uma parte boxe. E se você conseguir chegar ao nível de Roger Federer, uma parte arte.

No tênis, não é o jogador com os melhores ou mais difíceis golpes que vence.

É o concorrente que sabe como executar contra a estratégia de seu adversário, permanece mentalmente positivo e mantém a crença, mesmo quando está atrás no placar.

Se você quer vencer, precisa estar totalmente presente, capaz de pensar em seus atos e mudar de tática, se necessário, ou ficará esmagado.

Essas são as mesmas habilidades necessárias para executar um negócio bem sucedido.

O tênis ajudou Peter Diamond a ser um empreendedor melhor.

O tênis ajudou Peter Diamond a ser um empreendedor melhor.

O tempo é tudo

Scott Picken, afirma que o kitesurf é um dos esportes mais difíceis que ele aprendeu, ao passo em que é preciso lidar com 4 coisas ao mesmo tempo: o vento, as ondas, a pipa e a prancha.

O kitesurf não é diferente do empreendedorismo, porque sem as habilidades necessárias você acaba lutando contra os diversos obstáculos ao longo do caminho. E isso pode ser muito frustrante.

No entanto, depois que você aprendeu a desacelerar, manter a calma, e permitir que o ritmo do vento e do oceano guie você, o kitesurf pode ser muito divertido, assim como executar um negócio.

Outra semelhança entre os 2 é o tempo: você tem que esperar o momento certo para se mover quando está entre as ondas, pois elas ficam perigosas rapidamente. Empreender é assim também.

Mas a emoção que você sente quando está no controle, inclinando-se para trás, se divertindo e voando é incrível.

O kitesurf ensinou a Scott antecipar desafios, resolver problemas e abraçar a vida excitante que vem quando somos empreendedores.

___

Este artigo foi adaptado do original, “Why Succesful People Need Hobbies”, da Inc.

Comente este artigo

Populares

Topo