X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Marketing Digital

Onde o marketing termina, o branding começa

Onde o marketing termina, o branding começa

Marketing e branding não são a mesma coisa. Se você acredita que está fazendo branding com suas ações de marketing, está enganado


Internet Trends 2019Powered by Rock Convert

Marketing e branding não são a mesma coisa. Se você acredita que está fazendo branding com suas ações de marketing, está enganado

WTF is marketing e branding?

WTF is marketing e branding?

Então você tem um negócio e está pronto para empurrar seus esforços de branding online. A primeira pergunta que você encontra é “como faço para começar o branding da minha marca?”.

O que os anos de experiência de alguns profissionais podem nos ensinar é que você provavelmente vai chegar ao seguinte:

  • Logos, esquemas de cores e design do site. O que deve ser meu logotipo? Quais as cores que representam melhor o meu negócio? Como faço para fazer branding com meu design?
  • Menções da marca, links e popularidade social. Minha marca precisa ser tão visível online como possível, porque isso vai promover a sua marca.
  • Visibilidade em resultados de busca, campanhas publicitárias e outros esforços promocionais.

Se você respondeu alguma das situações acima, então você está olhando para o lugar errado. Os itens mencionados são todos ferramentas e estratégias de marketing, e isso só arranha o branding.

Qual a diferença entre marketing e branding, afinal?

Marketing é o conjunto de processos e ferramentas que promovem o seu negócio. Isso inclui SEO, mídias sociais, links patrocinados, buscas locais, métodos e ferramentas promocionais tradicionais.

Branding, por outro lado, é a própria cultura, a mensagem que permeia e governa todo o processo de seu negócio.

Equívocos comuns sobre branding

A mistura entre marketing e branding é um dos equívocos mais comuns sobre marca que você irá encontrar. Muitas empresas e profissionais lidam com as tarefas de branding e cometem alguns equívocos.

#1. Branding é marketing/publicidade/promoção/qualquer coisa nesse sentido

Como mencionado antes, isso é um equívoco, porque o branding é algo mais profundo do que o marketing. Marketing, publicidade e outras atividades promocionais apenas comunicam a sua personalidade e mensagem de marca.

Sua marca é composta de sua personalidade, sua voz e sua mensagem. Branding é o processo de estabelecer essas características.

#2. Você é a autoridade máxima no que se refere à sua marca

Este é um equívoco muito comum, especialmente entre os empreendedores de primeira viagem.

A verdade e que quando você define o seu tom e faz a bola rolar, por assim dizer, e você define as diretrizes que a sua organização vai seguir e viver, enquanto trabalham a sua marca, isso não significa que você é a autoridade final de sua marca.

Seus clientes são os que acabam por definir a sua marca. Sua percepção é o que fica com as pessoas que você influencia.

É por isso que é muito importante selecionar os valores da marca com cuidado, caso contrário a sua marca pode ser tomada da forma errada.

#3. Existe uma fórmula para o sucesso

Só porque tudo em marketing online pode ser mensurado, não significa que tudo tem uma fórmula.

Não há 2 empresas iguais. Enquanto um processo semelhante para o desenvolvimento de uma marca pode funcionar para as empresas, no mesmo campo, por exemplo, essas empresas ainda terão identidades e necessidades únicas.

A verdade é que não existe fórmula – a marca é e sempre será uma experiência personalizada.

A boa notícia é que você pode medir o sucesso de sua marca facilmente. O que você deve procurar, nesse caso, é o comportamento e os interesses de seu público-alvo.

Encontrando o caminho certo

A fim de criar e estabelecer uma marca forte, você vai precisar para fazer as perguntas mais fundamentais por trás de seu desenvolvimento.

Antes de começar a planejar suas estratégias de marketing online, você precisa fazer o seguinte primeiro:

Qual o caminho certo para o branding?

Qual o caminho certo para o branding?

Estabeleça a sua finalidade

A primeira coisa que você precisa estabelecer é porque você faz o que faz. Você não vai obter respostas imediatamente – você precisa se perguntar porque varias vezes para chegar à essência de seu negócio.

Internet Trends 2019Powered by Rock Convert

Comece com perguntas como:

  • Por que eu construí esse negócio?
  • Por que eu quero ajudar esse grupo de pessoas?
  • Por que isso importa para mim?

Ao passo que você continuar, observe as respostas que você está dando a cada porque – essas respostas irão criar o seu propósito.

Escolha sua personalidade e voz

Depois de perguntar porque você faz o que faz, pergunte-se: qual é a minha marca? Isso ajudará a começar a moldar a sua marca, tornando-se um esqueleto sobre o qual você irá anexar o resto das ideias, valores e mensagens.

Nessa fase, pergunte-se o seguinte:

  • Que tipo de voz eu quero usar em minha marca?
  • Como eu quero ser percebido?
  • Será que vou ser capaz de me manter fiel a essa identidade ao longo da existência da marca?

A última pergunta é especificamente importante porque o seu público vai estar à procura de uma identidade sólida e consistente. Sua capacidade de manter-se fiel à sua marca é um dos elementos mais importantes que você tem para ganhar a lealdade do cliente.

Esboce seus valores

Quando você terminar de se perguntar o que você é, é hora de se perguntar: “quem sou eu?”, os valores que você definiu na etapa anterior vai ajudar a definir quem é você como marca.

A Zappos é ótima nisso. Eles têm 10 valores fundamentais, e se você visitar seus blogs você vai ver que esses valores permeiam todos os processos que a empresa tem.

Defina a sua cultura

Sua integridade como uma organização depende muito da cultura que você cultiva em seu negócio.

Funcionários felizes são produtivos, apaixonados e tornam seu negócio mais forte e seus processos mais fáceis de serem gerenciados. É por isso que é importante estabelecer que a sua empresa quer cultivar.

A cultura do Google é muito famosa por incentivar a criatividade e a inovação, dando o seu tempo e recursos empregados para explorar coisas novas.

Sua política de 80/20 abriu caminho para inovações como o Google Glass e o Android.

Comunique a sua marca para o público

Finalmente, você chega ao ponto em que surge o marketing – agora você tem que decidir como deseja aumentar a conscientização das pessoas sobre a sua marca.

As etapas anteriores, combinadas com a pesquisa de mercado e análise, irão desempenhar um grande papel na determinação de como e onde você se comunica com a sua marca para atingir seu público de marca eficaz.

A seguir serão os pontos mais importantes para discutir no planejamento de estratégias de comunicação:

  • Declaração de missão da sua empresa, que você pode facilmente derivar de sua finalidade.
  • Os benefícios que seus clientes vão começar a partir de sua empresa, que também é respondida no início deste ano (as respostas para o porquê).
  • As plataformas escolhidas e os meios de comunicação apropriados para cada plataforma.
  • Os call to action – quais os objetivos que você tem, e como você planeja atrair o seu público?

Branding é uma coisa, marketing é outra

Branding não é o mesmo que marketing – o branding é o núcleo de sua estratégia de marketing. Para construir uma marca eficaz, você precisa de autenticidade e clareza em cada uma das etapas discutidas anteriormente.

Uma última coisa a lembrar é que branding não é uma coisa que você faz no início de seu negócio.

É um esforço contínuo que permeia seus processos, sua cultura e seu desenvolvimento como um negócio, e que exige sua dedicação e lealdade, a fim de refletir em seu trabalho.

No final do dia, a verdadeira medida do sucesso é a maneira com que a sua marca ganha clientes fiéis que se tornam seus embaixadores.

___

Este artigo foi adaptado do original, “Where Marketing Ends, Branding Begins”, do KISSmetrics.

Internet Trends 2019Powered by Rock Convert
Comente este artigo

Populares

Topo