X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Destaques

Porque seus melhores funcionários não estão felizes

Funcionário Insatisfeito

Se você já se perguntou o por quê dos seus melhores funcionários nunca estarem felizes, aqui vão as respostas daquilo que os funcionários mais odeiam na cultura da sua empresa.


Se você já se perguntou o por quê dos seus melhores funcionários nunca estarem felizes, aqui vão as respostas daquilo que os funcionários mais odeiam na cultura da sua empresa

Há pouco tempo atrás, quando Apple e Microsoft deixaram seus executivos principais irem embora, ambos foram classificados como pessoas explosivas, difíceis e arrogantes.

Image representing Steve Jobs as depicted in C...

Um funcionário que trabalhou diretamente com Steve Jobs, não deve ser dos mais introspectivos.

Em todos os relatos, os executivos foram taxados como pessoas fora de controle e de terem perdido a confiança de seus pares nas

empresas, na medida em que, em cada caso, os CEOs das empresas não tinham outra opção a não ser deixar que eles partissem.Há apenas um problema com essa narrativa. É tão unilateral quanto ingênua.Ninguém que conhece os executivos em questão confirmou a percepção de que eles sejam espinhosos, problemáticos, arrogantes ou insuportáveis.Mas acontece que eles estavam trabalhando para nada mais, nada menos do que Steve Jobs, Bill Gates e Steve Ballmer. Sendo assim,

nenhum desses líderes poderiam ser introspectivos.

Pelo que podemos ver, ambos executivos fizeram carreira na Apple e Microsoft – no caso da Apple, o executivo veio da NeXT, quando esta foi comprada pela Apple – o que reforça a ideia de profissionais empreendedores e inovadores em suas carreiras.

Sendo assim, podemos acreditar que esse não é um caso do tempo que se esgotou para esses profissionais dentro das duas empresas.

O que pode ter acontecido é que Tim Cook e Steve Ballmer podem ter permitido mudanças na cultura das 2 empresas que eventualmente podem ter empurrado os seus executivos até a exastão, a ponto de explodirem.

Isso acontece o tempo todo. Uma empresa disruptiva, autocraticamente gerenciada tem espaço para profissionais visionários e frequentemente enlouquecedores, até que um dia não têm mais espaço para essas pessoas por lá.

Infelizmente quando isso acontece a organização está em declínio e caminhando rumo à mediocridade.

Aqui estão as 5 principais razões pelas quais funcionários de alto desempenho estão insatisfeitos com a empresa, e o que fazer sobre isso.

A culpa do seu funcionário ser explosivo pode ser da empresa

A culpa do seu funcionário ser explosivo pode ser da empresa.

#1. Mudanças frequentes de prioridades

Por que isso é um problema: nada irrita mais um funcionário altamente produtivo do que uma gestão movida à “ideia da semana”.

Como detectar o problema: funcionários se entrincheirando cada vez que uma nova iniciativa é introduzida – e apáticos nas reuniões estratégicas.

O que fazer: Defina uma estratégia de curto, médio e longo prazo e mantenha cada uma delas por um período razoável, sem se distrair com mais ideias novas.

#2. Apologia à mediocridade

Por que isso é um problema: o número 1 da razão dos melhores funcionários deixarem as organizações é por conta da tolerância à mediocridade.

Como detectar o problema: desprezo e distância entre os funcionários de grande performance e outros que não estão fazendo a sua parte. Insatisfação com recompensas, gratificações e premiações dadas a outras pessoas.

O que fazer: Defina metas altas para toda a organização e construa em todas as metas, recompensas para o sucesso e consequências em caso de falha. Aplique isso de forma consistente e de forma justa.

#3. A síndrome do tapa-buraco

Por que isso é um problema: profissionais de alto desempenho gostam de fazer o que é bom. Não podem ser usados como tapa-buracos em outras coisas. Eles se vêm como Ferraris e ficam frustrados se pensam que estão sendo usados como carrinho de golfe.

Como detectar: retirando suas tarefas e responsabilidades atribuídas. Falta de acompanhamento e prestação de contas.

O que fazer: revise com eles o que deve ser feito. Refresque as descrições dos cargos e redirecione o melhor desempenho desses profissionais para as tarefas que só eles sabem fazer.

#4. Subutilização

Por que isso é um problema: pelo mesmo motivo acima. Quando você é uma Ferrari – ou pensa que é – você não quer gastar o seu tempo por aí andando devagar.

Como detectar: lançando os profissionais sobre áreas que não suas especialidades, ficando subordinados a todos.

O que fazer: Peça para que os funcionários produzam uma lista do que eles querem e podem fazer no seu tempo livre. Analize e concorde com essa situação. Olhe para suas habilidades de delegação – já que se você tem um profissional extremamente competente sendo subutilizado, você está microgerenciando e certamente tem problemas de delegação.

#5. Jogo de favoritos

Por que isso é um problema: profissionais de alta performance não apenas acreditam em meritocracia bem como respiram meritocracia. Comece a privilegiar os seus favoritos e ignorar as pessoas apesar de seus resultados, que os seus melhores funcionários vão embora antes que você possa se dar conta.

Como detectar: Seu sobrinho parece muito mais feliz do que o seu melhor vendedor.

O que fazer sobre isso: Se você precisa saber o que fazer, você não sabe nada sobre gestão de pessoas.

É muito importantes que os líderes não caiam em joguinhos de bajulações

É muito importantes que os líderes não caiam em joguinhos de bajulações.

___

Este artigo foi adaptado do original, “5 Reasons Your Top Employee Isn’t Happy”, da revista Inc.

Comente este artigo

Populares

Topo