X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

vivendo corajosamente
Motivação & Inspiração

5 maneiras de viver corajosamente

Você tem que fazer o que tem que fazer.


Tony Robbins acredita em viver uma vida apaixonada, uma vida em que o medo é um conselheiro, não um carcereiro. Aqui, ele nos mostra como nos superar durante nossos momentos mais intimidadores:

1. Não transforme uma desculpa em uma identidade

Precisamos ter cuidado com a forma como nos rotulamos, por exemplo, dizendo: “Eu sou uma pessoa com medo” ou “Sou uma pessoa fraca” ou “Não sou uma pessoa forte”. Normalmente, esse rótulo vem do seu comportamento atual ou passado, mas uma vez que o rótulo se torna parte de você, ele começa a controlá-lo. Então, o que eu tento explicar às pessoas é: Ei, você não está quebrado. Você não precisa ser consertado. Você não precisa de um rótulo. Tudo o que você precisa fazer é dizer: “Eu tenho que decidir como eu quero ser de agora em diante”.

2. Desenvolva um hábito

A coragem não é a ausência de medo. Essa idéia é a maior besteira no mundo. O medo é impossível de erradicar. Se você fosse completamente destemido, você estaria morto. As pessoas que são corajosas estão com medo até o osso – mas eles apenas se forçam a avançar de qualquer maneira; eles se forçam a tomar algum tipo de ação. Agir, apesar de se ter medo, é como você se torna corajoso – porque a coragem, como o medo, é um hábito. Quanto mais você faz isso, mais você faz isso, e esse hábito – de enfrentar, de agir – mais do que qualquer outra coisa, irá levá-lo em uma direção diferente.

Agir, apesar de se ter medo, é como você se torna corajoso – porque a coragem, como o medo, é um hábito.

Agir, apesar de se ter medo, é como você se torna corajoso - porque a coragem, como o medo, é um hábito. Click To Tweet

3. Deixe seu corpo liderar o caminho

Tomar essa ação pela primeira vez pode ser bastante difícil. Quando chega a hora de dar o discurso em frente ao comitê ou esquiar em uma montanha íngrime, não hesite. Não comece a analisar. Quanto mais tempo você ficar lá, mais difícil ficará, porque então sua mente se envolve. Se o seu desafio é mental, use seu corpo. Se estiver no corpo, use seu corpo de forma mais agressiva. Aos 17 anos, eu estava sozinho, dormindo numa lavanderia. Não tinha ideia do que fazer. Estava tão deprimido. O medo é fisicamente debilitante. Eu tive que vencê-lo. Então eu me forcei a correr até pensar que eu iria cuspir sangue. Eu fiquei mais forte fisicamente, o que, por sua vez, me deu mais força mental.

4. Escreva sua lista

Todos temos estágios em nossas vida nos quais fomos corajosos. Pode ter sido em um relacionamento ou em um trabalho. Pode ter sido tão simples como negociar com um vendedor de carros. Faça uma lista desses momentos em que você atuou com mais coragem do que pensou que poderia. Alguns destes, você pode dar por certo porque você não os reconheceu como coragem no momento; você estava apenas fazendo o que tinha que fazer. Outros podem surpreendê-lo. Mas uma vez que você olha para todos juntos, sempre há um padrão. Você ficou obcecado com algo que você realmente queria. Ou você estava preocupado com outra pessoa. Ou você sabia que você tinha as habilidades. Você pode ter ficado com medo de morrer, mas você se levantou e fez. E aqui está o segredo: depois de ver o denominador comum, você começa a perceber: “Eu sei o que me motiva. Eu posso fazer isso de novo, em situações diferentes”. Seu uso de coragem se espalha. Você começa a aplicá-lo em mais e mais áreas da sua vida.

5. Lembre-se de se superar

Se você quer viver uma vida corajosa, você deve se superar, e superar-se significa: quando eu não posso, eu devo. Toda vez que você diz: “Eu não posso fazer isso”, você vai dizer imediatamente, “eu devo fazer isso”. Esta é uma ideia simples. Eu escutei isso primeiro aos 16 anos de um amigo próximo da família chamado Art Williams. Na época, perguntei: “Isso significa que se eu não puder pular do penhasco, eu tenho que seguir em frente e pular?” Ele disse: “Você não é uma pessoa estúpida, Tony. Não seja estúpido. Isso significa que se você se pegar dizendo que não pode fazer alguma coisa, mas você sabe lá no fundo do seu coração que, se você fizer aquilo, vai crescer, você vai ser uma pessoa melhor, vai contribuir para sua família ou para seus filhos ou para algo que importa, e você continua dizendo que não pode fazê-lo, não há dúvida – você DEVE fazer. Você não discute mais. Você apenas toma medidas imediatas. Você faz o telefonema. Você entra na sala. Você levanta a mão. Você faz o que é necessário “. E eu disse: “Essa não é uma vida muito segura”. E ele disse: “Se você quiser segurança, vá para a prisão. Se você quer uma vida plena, você deve se superar”.

Por Tony Robbins


Also published on Medium.

Comente este artigo

Populares

Topo