X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

o WOMEN IN BUSINESS facebook
Motivação & Inspiração

8 Mitos populares desvendados sobre empreendedores

Esses mitos não ajudam você. Vamos entendê-los.


Como empreendedor, eu fico surpreso com os mitos que as pessoas tendem a acreditar. De alguma forma, no meio empresarial surgiram alguns mitos fundamentados em lendas, contos, filmes e sabe-se lá mais o que.

Aqui estão alguns deles.

Mito #1: Empreendedores não desistem

Quem veio com essa ideia de que desistir é ruim, e queempreendedores não desistem?

A desistência é o que faz de um empreendedor um empreendedor.

Primeiro, a maioria dos empreendedores tem que desistir dos seus empregos para se tornarem um empreendedor. Esse é o ponto crucial da desistência.

A maioria dos empreendedores que eu conheço também desistiu de alguns empreendimentos de risco. Se um empreendedor começa um negócio sem valor, e sabe disso, então ele vai desistir.

Elon Musk desiste. Steve Jobs desiste. Essas pessoas são empreendedores de sucesso, mas eles entraram e saíram de empregos. Isso acaba completamente com o mito do empreendedor que nunca desiste.

Os empreendedores bem sucedidos precisam desistir às vezes.

Não tem nada de errado em desistir de alguma coisa sem sentido. Não se preocupe. Sucesso verdadeiro é saber do que e quando desistir.

Vamos nos libertar dessa idéia de que “empreendedores nunca desistem”, e talvez veremos alguns empreendedores finalmente se libertarem de suas algemas, e abrirem algumas empresas de sucesso.

Mito #2: Empreendedores sabem exatamente o que eles querem e como consegui-lo

Talvez alguns empreendedores tenham uma meta primordial e plano concreto para cumpri-las.

Mas isso não é normal. Na verdade muitos empreendedores não têm ideia de como alcançar os seus interesses empresariais.

Empreendedorismo é um processo de tentar, fracassar, tentar de novo e conseguir, tentar de novo e tentar de novo.

Muitas vezes, os empreendedores simplesmente não sabem o que fazer. Eles seguem o seus instintos, mas isso dificilmente é um plano.

Mito #3: Empreendedores são seus próprios chefes

Ninguém é seu próprio chefe. Todo mundo tem alguém a quem se reportar.

Vamos descartar a ideia de que algum dia você será um empreendedor totalmente responsável pela sua total existência.

Em muitos casos, seus negócios se tornam o seu novo chefe. Isso é difícil, estressante, cruel, requer 15 horas de trabalho por dia e nenhum tempo para férias. Se você tem um negócio de consultoria, seus clientes são o seu chefe. Se o seu negócio é financiado, seus investidores se tornam o seu chefe.

Isso é demais para o paraíso sem chefe.

Ah, e enquanto você está nisso, empreendedorismo tampouco vai necessariamente gerar uma utópica vida profissional equilibrada.

Mito #4: Empreendedores têm que estar conectados

Você já escutou esse ditado? “Não importa o que você conhece, mas sim quem você conhece”

Para ter sucesso como um empreendedor, não acredite nisso.

Então como você explica a primeira geração de imigrantes que compreendem uma grande parte dos empreendedores? Imigrantes geralmente vão para um novo país sem conexões e sem estrutura. Eles são mais propensos a se tornarem empreendedores de sucesso.

Empreendedores sem nenhuma conexão formaram a estrutura de negócios na qual os Estados Unidos se apoiam. O mesmo legado permanece para os empreendedores modernos também. Sergey Brin (Google) , Liz Claiborne, Andrew Grove (Intel), William Mow, Andy Bechtolsheim e Vinod Khosla (Sun Microsystems), e Jerry Yang (Yahoo!) são apenas alguns dos empreendedores imigrantes que começaram grandes negócios que todo mundo reconhece.

Empreendedores que se dão conta de que conexidade é um mito são forçados a depender somente dos seus próprios esforços e determinação, e não de uma rede segura e bem estruturada. Isso os leva adiante para abrirem empresas, e administrá-las de maneira bem sucedida.

Mito #5 Empresários geralmente são ricos

Não. Alguns empreendedores podem se tornar ricos, mas eles certamente não começam assim.

De fato, mesmo quando o negócio está implantado e funcionando, os empreendedores não são os maiorais que a maioria das pessoas pensa que eles são. De acordo com um estudo da American Express em 2003, o salário médio de um empreendedor era $68,000. O site SimplyHired avalia o rendimento anual de um empreendedor em $111,000.

Isso pode ser riqueza para alguns padrões, mas isso não é o suficiente para manter a vida luxuosa dos sonhos. Em contra partida, Alguns recém formados do mestrado em administração de negócios (MBA) estão recebendo salários de $200,000 assim que terminam o curso.

Empreendedorismo não é para o rico, e tampouco pode resultar em riqueza.

Mito #6: Empreendedorismo requer um grande financiamento

Algumas pessoas têm essa ideia de que para começar um negócio, você tem que ter uma pilha de dinheiro.

Para conseguir essa pilha de dinheiro, você precisa utilizar todas as artimanhas possíveis com os seus investidores físicos, investidores jurídicos e investidores ricos que estão rodando em carrões por aí.

A realidade? A maior parte do financiamento de um empreendedor vem do seu próprio bolso. Assim como Guy Kawasaki explicou, a maioria dos negócios em inicialização custa por volta de $25,000 para se tornarem realidade. E os investidores jurídicos? A maioria deles investe em tecnologia e biotecnologia.

E os investidores ricos e sem modéstia que vão aplicar milhões de dólares na sua boa ideia? Isso é mito. A maioria dos investidores físicos são pessoas comuns que ganham uma quantia comum de dinheiro. 32% deles tem uma renda de $40,000 ou menos. Nesse nível, você pode esquecer os carrões.

Como um empreendedor consegue financiamento? Muitas vezes, eles não conseguem. Eles usam growth hacking.Criam blogs sólidos com muitos seguidores, abrem uma linha de crédito, economizam.

Alguns empreendedores terão sorte e serão financiados, mas isso definitivamente não é um pré-requisito para o mercado.

Mito #7: Empreendedorismo é divertido!

Ha ha!

Se eu estou rindo, não é um sorriso sincero. Existe uma dicotomia falsa/verdadeira para esse mito. Claro, empreendedorismo é divertido. Eu amo o que eu estou fazendo e quase tudo que outros empreendedores fazem também.

Mas deixa-me te dizer uma coisa: Empreendedorismo é realmente difícil, quase insuportável às vezes.

Os autos e baixos do empreendedorismo estão em paralelo com os altos e baixos da vida comum. Existem bons momentos. E existem maus momentos.

A diferença é que no empreendedorismo os maus momentos são muito piores, e os bons momentos são muito melhores.

Mas sempre divertido? Não.

Mito #8: Empreendedores sempre correm grandes riscos

Para acabar com esse mito, eu preciso te dizer uma coisa sobre risco.

Em nossa cultura, nós arruinamos todo o conceito de risco. Hoje, “risco” é comprar uma casa, ou entrar em um elevador, ou dirigir um carro para o trabalho, não investir em uma aposentadoria, ou (Deus me livre) sair do trabalho.

Todas essas coisas são realmente arriscadas? Se sim, então a vida é um risco.

Alguns séculos atrás, “risco” era muito mais do que isso. Como decidir que você estava saindo mundo a fora em um barco de madeira, deixando vida, família, bens, e a “segurança” para traz. (Tiro o chapéu para Magalhões)

Empreendedores são corredores de risco de acordo com o nosso conceito convencional de segurança. Mas talvez o risco do empresário seja nada mais do que uma pequena inclinação em direção ao não convencional, a uma boa ideia, e uma não satisfação com o atual status.

Os riscos do empreendedor não são ações afobadas de alguém despreocupado que se tornou rico. São decisões que são calculadas, tomadas com bases em experiências, planejadas, e são acompanhadas por uma tamanha determinação.

Risco? Dificilmente.

Conclusão

Eu acredito que se alguém deseja se tornar um empreendedor, ele ou ela deve para de acreditar nesses mitos imediatamente.

Até que gostamos de categorizar e listar as forças, características e os traços de um empreendedor, mas isso é bobagem. Por sua própria definição, empreendedores são os que quebram o protocolo e rompem as barreiras.

Para ser um empreendedor bem sucedido, talvez o primeiro passo seja se libertar de tudo que você acreditava sobre empreendedorismo.

Comente este artigo

Populares

Topo