X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

Bougue: plataforma de busca, cotação e qualificação se serviços profissionais



fe Captura de tela    às

Com o aumento pela procura por diversos serviços na internet, empresas e profissionais autônomos estão se adaptando cada vez mais à web para aumentar o seu faturamento.

Em contrapartida, os consumidores assíduos da rede populam os sites de busca atrás de referências, qualidade e atendimentos realizados na velocidade de um clique.

Buscando reunir essas duas vertentes e gerar uma nova possibilidade de negócio o bougue chega ao mercado online para aproximar as empresas aos seus potenciais consumidores. A idéia é fornecer uma ferramenta amigável para qualquer pessoa que necessita encontrar um serviço, saber quanto custará e se o prestador é confiável. O bougue permite isso, realizar uma busca por serviços e enviar uma solicitação de orçamento para empresas ou profissionais qualificados podendo atingir várias empresas e opções ao mesmo tempo. Já as empresas e profissionais contam com diferenciais como o Gold Offer: descontos de até 20% para os consumidores que fecharem negócio em até 12 horas.

“O bougue preenche uma lacuna da internet já que reunimos em uma única plataforma (busca, cotação e qualificação) que hoje é feita somente depois de muitas pesquisas pelos buscadores comuns, um processo demorado e cansativo. Aí está sua vantagem competitiva”, diz Fernando Canuto, Fundador e CEO da startup. Canuto também explica que o site funciona como um acelerador de negócios: Os usuários querem consumir mais e ao mesmo tempo terem mais acesso a ferramentas on-line que lhes permitam a possibilidade em tempo real de solucionar os problemas para suas necessidades e decisões. Nós ajudamos na decisão de escolher a melhor empresa ou prestador de serviço.

Por outro lado, para as empresas funciona como uma ferramenta para impulsionar seus negócios. “Concentraremos pessoas que desejam consumir algo. Não é apenas um pedido de orçamento, nós temos um desejo e uma necessidade que precisa ser atendida e quem poderá atender essa demanda. Acreditamos que haverão muitos casos em que várias empresas e profissionais terão que modificar sua operação tanto em qualidade quanto em capacidade, pela grande demanda que o bougue enviará para eles”, comenta Fernando.

O grande desafio entretanto é trabalhar com a cultura de internet no mercado de serviços que até então está habituado a fazer contato com potenciais clientes por meios off line.

Portal espera alcançar um milhão de usuários

Inicialmente, o bougue operará somente em São Paulo. O objetivo é para o começo de 2012 passar a atender a região da Grande São Paulo, e depois expandir para outras grandes capitais, como: Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre e Fortaleza.

Para o início das operações, o portal já conta com mais de mil parceiros cadastrados, e a expectativa é chegar a 5 mil empresas e prestadores de serviços cadastrados até o final do ano.

Além dos parceiros, a expectativa do bougue em relação ao número de usuários é grandíssima. “Após um ano de lançamento queremos ter ao menos um milhão de usuários. Até o final de 2011, acreditamos que, em um cenário moderado, alcançaremos ao menos 100 mil cadastros. Percebemos que temos uma oportunidade muito grande. Falamos de um mercado de serviços, que representa muito ao país – quase 70% do nosso PIB, somado a todas as grandes possibilidades da internet. Vemos um potencial enorme de negócios”, almeja Canuto. O empreendedor ainda revela que a expectativa do portal é de faturar cerca de R$ 10 milhões nos primeiros dois anos de operação.

A história do nome

O nome bougue surgiu de uma expressão francesa do século XIV, que era dada para quando os clientes faziam solicitação de propostas de serviços. “Quando fui pesquisar sobre os precedentes da palavra orçamento, encontrei um professor explicando na internet sobre o termo francês. O ponto mais positivo é que como se trata de um nome diferente, acaba marcando”, finaliza Canuto.

fed bXmrCfhrc

Via RSS de startupi

Leia em startupi

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo