X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Growth Hacking

O growth hacker é o novo diretor de marketing

O growth hacker é o novo diretor de marketing

Com o nascimento de novas tecnologias, mídias e canais, é preciso um novo perfil de profissional para fazer com que os negócios deem certo.


Com o nascimento de novas tecnologias, mídias e canais, é preciso um novo perfil de profissional para fazer com que os negócios deem certo

Growth Hacker

Hackear o crescimento da sua empresa vai ser imprescindível nos anos que virão.

A ascensão do Growth Hacker

O novo cargo de growth hacker está se integrando à cultura do Vale do Silício, mostrando que os códigos e a interface web são agora uma parte essencial de um bom profissional de marketing.

growth hacker é uma mistura de marqueteiro e programador, aquele que olha para a questão tradicional de “como faço para conseguir clientes para o meu produto?” e responde com testes A/B, landing pages, índice de viralização, e-mail marketing, Open Graph e etc.

Além disso tudo, ele pratica o melhor do marketing direto, com ênfase em medição quantitativa, modelagem de cenários e banco de dados.

Se uma startup está pronta para produzir e vender, o growth hacker vai fazer com que o produto esteja pronto para fazer sucesso.

Depois do produto já estar no mercado, ele pode ajudar a otimizar os índices do dashboard sobre o que já está funcionando.

Esta não é apenas uma função. A equipe de marketing inteira deve ser envolvida. Em vez de um diretor de marketing com um grupo de analistas de marketing subordinados a ele, o growth hacker é um engenheiro liderando equipes de engenheiros.

O processo de integrar e otimizar o seu produto para a internet requer a eliminação das fronteiras entre marketing, produto, engenharia, de modo que eles trabalhem juntos para criar mercado.

Essas habilidades são de valor inestimável e podem mudar a trajetória de um novo produto. Pela primeira vez é possível que novos produtos partam do 0 para alguns milhões de usuários em poucos anos.

Pela primeira vez é possível que novos produtos partam do 0 para alguns milhões de usuários em poucos anos.

Grandes exemplos incluem Pinterest, Zynga, Groupon, Intagram, Dropbox. Novos produtos com tração incrível surgem a cada semana. Esses serviços com milhões de usuários são construídos em cima de plataformas novas e abertas.

Considerando que, em 1995 a internet tinha 16 milhões de usuários, hoje há mais de 2 bilhões de pessoas online. Em cima desses números sem precedentes, os consumidores utilizam plataformas de comunicação super virais que aceleram rapidamente a proliferação de novos produtos.

Antes de nossa época atual, a disciplina de marketing contava com os únicos canais de comunicação que poderiam chegar ao 10 milhões de pessoas: jornais, televisão, conferências, e lojas de varejo.

Para falar com esses canais eram preciso agências de publicidade, relações públicas, palestras e desenvolvimento de negócios. Hoje os canais de comunicação tradicionais são fragmentados.

A maneira mais rápida de espalhar seu produto é distribuí-lo em uma plataforma usando APIs em vez de MBAs.

O papel do diretor de marketing, pensado para ser um papel não técnico, está rapidamente desaparecendo e em seu lugar, uma nova raça híbrida de marqueteiros e programadores tem surgido.

Airbnb, um estudo de caso

Vamos utilizar o case do Airbnb para ilustrar essa mentalidade. Mas, primeiramente vamos apresentar a LCM, a Lei dos Cliques de Merda:

Com o tempo, todas as estratégias de marketing resultam em taxas de cliques baixíssimas, ou melhor, de merda.

O inverso dessa lei é que se você é o primeiro do seu mercado, você pode ter mais resultados por conta da novidade e da falta de concorrência.

Isso representa uma oportunidade atraente para a equipe de growth hacking que sabendo o que está fazendo, pode fazer uma integração em uma grande plataforma e alcançar uma vantagem no início.

O Airbnb fez exatamente isso, com uma integração incrível no Craigslist. Eles já escolheram uma plataforma com 10 milhões de usuários. O Airbnb foi integrado de forma simples e totalmente funcional.

Certamente um profissional de marketing tradicional não teria visto essa oportunidade, ou nem saberia que isso era possível.

Parece simples, não?

A parte mais impressionante é que isso não é feito através de nenhuma aplicação pública da Craigslist. Para encurtar a história, esse tipo de integração não é trivial. Há muitos pequenos detalhes a serem observados, e provavelmente essa integração tomou bastante tempo para ser aperfeiçoada.

Mas, na prática, a coisa toda ficou bem fácil:

Postar na Craigslist através do Airbnb

 

Postar na Craigslist através do Airbnb

 

Postar na Craigslist através do Airbnb

 

Postar na Craigslist através do Airbnb

 

Nenhum marqueteiro tradicional perceberia isso

Vamos ser honestos, um profissional de marketing tradicional não iria mesmo imaginar a integração que mencionamos. Há muitos detalhes técnicos não mencionados para que ela possa acontecer.

Como resultado, ela só poderia ter saído da cabeça de um engenheiro encarregado de resolver o problema de aquisição de clientes através da Craigslist. Não se sabe o retorno que o Airbnb está conseguindo por conta disso, mas a ação é impressionante.

Ele bate em um canal de marketing de enorme volume e baixa concorrência, e constrói uma função que beneficia o produto.

O melhor de tudo é que no final todos saem ganhando: tanto para as pessoas que alugam suas casas, quanto os locatários, que vêm listagem melhores com fotos e descrições.

Este é apenas um estudo de caso, mas com essa integração, um novo produto é capaz de competir não só em recursos, mas em uma estratégia de distribuição.

Desta forma, 2 produtos idênticos podem ter milhares de resultados diferentes, apenas com base em quão bem integrado ele estiver com plataformas como Twitter, Facebook, Craigslist e outras.

É um novo momento para uma nova geração de criativos, marqueteiros e engenheiros que estão surgindo.

Para resumir

  • Pela primeira vez, superplataformas como Facebook e Apple fornecem exclusivamente o acesso à mais de 10 milhões de pessoas.
  • A disciplina de marketing está mudando de pessoas centradas em atividades para pessoas centradas em tecnologia.
  • Growth hackers são o híbrido da competência de marketing e de programadores necessários para prosperar na era das plataformas.
  • Airbnb fez uma integração incrível com a Craigslist.

___

Este artigo foi adaptado do original, “Growth Hacker is the New VP Marketing”, do Andrew Chen.

Comente este artigo

Populares

Topo