X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Redes Sociais

3 maneiras de ser um mestre das hashtags

maneirasdeserummestredashashtags

As hastags podem ajudar a sua marca a ganhar escala nas mídias sociais. Aqui vão algumas dicas


As hashtags podem ajudar a sua marca a ganhar escala nas mídias sociais. Aqui vão algumas dicas

Em um episódio de seu late show no outono passado, Jimmy Fallon teve uma conversa de Twitter na vida real com Justin Timberlake.

Repleta de hashtags faladas, a esquete acontece quando as empresas – e todos nós – ficamos carregados com a aderência dessas coisas para cada declaração de mídia social.

Mas as hashtags não precisam ser gratuitas e bobas. Elas servem a um propósito e podem ajudar a contar a história de sua empresa, compartilhar essa história e alinhá-la com o público.

Em grande parte das mídias sociais, o símbolo de sustenido, ou tralha transformam qualquer palavra ou grupo de palavras em um link pesquisável ou palavra-chave no Twitter, Vine, Facebook, Instagram, Tumblr, Google+ e Pinterest.

A hashtag é um atalho útil – uma forma das pessoas se encontrarem, classificarem e agruparem em torno de temas e conversas.

Então, se você quiser conversar sobre o retorno de 24 Horas para a Rede Fox neste mês, você pode procurar #24Fox para acompanhar a conversa.

Você pode acompanhar e seguir as tendências das hashtags sobre as várias plataformas próprias ou via Hashtags.org, que categoriza e dá detalhes a cada uma.

Aqui está algumas maneiras para você considerar o uso de hashtags na sua própria organização.

#1. Partilhe a sua história

O #throwbackthursday (ou #TBT) começou de forma orgânica, com as pessoas no Instagram compartilhando fotos de si mesmos quando crianças ou relembrando acontecimentos históricos.

Até mesmo a primeira-dama americana brinca postando fotos de si mesma nos tempos da faculdade, com seu irmão quando criança ou de seu anuário do ensino médio.

Algumas empresas utilizam o ritual semanal, como uma maneira de compartilhar suas histórias de marca.

A revista People celebrou o seu 40º aniversário com um vídeo no Instagram que folheava as páginas de sua primeira edição.

O clipe da edição de 4 março de 1974 com Mia Farrow na capa e fotos de um jovem príncipe chamado Charles e a ginasta Cathy Rigby – teve cerca de 2 mil curtidas no Instagram.

Gosto da maneira como as mensagens Toyota #TBT no Instagram mostram não só a longevidade de seus veículos, mas também os colocam no contexto histórico, alinhando a marca com a história e os valores americanos.

#2.Toque no que as pessoas se preocupam

O maior erro que as empresas cometem com as hashtags é supor que as pessoas querem falar sobre marcas estúpidas. Dica: Elas não querem.

As pessoas querem falar sobre o que importa e, não o que importa para você. Enquanto a hashtag de uma marca pode ajudar a estabelecer as bases para uma conversa,  geralmente o melhor é as empresas se conectarem com as pessoas em redes sociais, tocando em conversas que já estão acontecendo.

O The New York Public Library (@NYPL) fez isso de forma brilhante em fevereiro, quando ajustou a percepção do selfie e pediu aos amantes de livros para deixarem um #shelfie – fotos de suas estantes ou prateleiras das suas bibliotecas favoritas – no Twitter e Instagram.

A resposta foi impressionante: mais de 3.300 pessoas de 14 países participaram do evento.

Você já tirou um #shelfie?

Você já tirou um #shelfie?

#3. Transmitir a sua personalidade

No The New Yorker há alguns anos atrás, Susan Orlean escreveu que as hashtags poderiam funcionar como uma um tipo de murmuros em um lenço – comentários inexpressivos, humor, sarcasmo ou contexto.

Como ela escreveu: “Acabei de fazer com seu marido #kidding #hewishes #likeIwouldadmititanyway“.

As marcas transmitem personalidade através de uma espécie de voz e tom social.

A DiGiorno Pizzaria fechou a transmissão em dezembro especial da NBC através da hashtag #TheSoundOfMusicLive de comentários de tweets ao vivo, como “Não posso acreditar que pizza não é uma de suas coisas favoritas”.

As hashtags podem ser uma expressão peculiar da personalidade – exclusivamente sua com base em quem você é como marca e como você deseja se comunicar. Considere o ingrediente secreto em seu conteúdo.

___

Este artigo foi adaptado do original, “3 Ways to Master the Hashtag”, da Entrepreneur.

Comente este artigo

Populares

Topo