X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Growth Hacking

9 growth hackings de empresas icônicas

growthhackingsdeempresasicônicas

Quer entender alguns growth hackings na prática? Aqui estão 9 exemplos para inspirar você


Quer entender alguns growth hackings na prática? Aqui estão 9 exemplos para inspirar você

O que podemos aprender com os famosos growth hackings.

O que podemos aprender com os famosos growth hackings.

Atualmente, parece que algumas empresas de tecnologia vão de 0 a 1 milhão de usuários do dia para a noite. O crescimento dessas empresas – Airbnb e Uber podem servir como exemplos recentes – pode parecer mágica, mas não é.

Qual é o ingrediente secreto dessas empresas?

Para atingir este tipo de crescimento rápido é preciso olhar para algo fora do comum, e começar a pensar criativamente sobre como envolver os usuários e espalhar a palavra sobre o seu produto.

Abaixo estão alguns exemplos de growth hackings que têm ajudado alguns dos maiores gigantes da tecnologia do país chegar onde estão hoje.

#1. A tag “faça seu e-mail gratuito” do Hotmail

Ao invés de soprar seu orçamento de marketing em publicidade, o inovador serviço de e-mail baseado em browser do Hotmail aproveitou seus usuários como recursos.

O Hotmail já tinha cerca de 20 mil usuários 1 mês após o lançamento, em 1996 e, optou por comercializar o seu serviço diretamente para os amigos, familiares e colegas desses usuários, empregando uma estratégia simples: adicionado o slogan, “faça seu e-mail gratuito no Hotmail“, no final da mensagem de cada usuário existente.

Quando um usuário do Hotmail enviava um e-mail em sua conta, o destinatário poderia clicar no link, que o encaminhava para uma página onde ele poderia criar a sua própria conta.

Como resultado, a base de usuários da empresa não só disparou para 1 milhão de usuários dentro de 6 meses, mas a startup também executou um dos primeiros growth hacks da web.

#2. Dominio Paypal no Ebay

O PayPal foi fundado em 1998 e conseguiu ganhar um notável grau de tração, fabricando a sua popularidade dentro do eBay.

Quando percebeu que o eBay era uma plataforma de distribuição vital, O Paypal criou um robô que fazia com que ele fosse a única forma de pagamento para os compradores do eBay.

Vendo a crescente popularidade do PayPal para o pagamento, os vendedores do eBay começaram a oferecer isso para que eles não perdessem as vendas.

#3. O código Embed do YouTube

Outro exemplo clássico de growth hacking: O YouTube optou por se concentrar no MySpace como um meio de atingir o seu público-alvo.

Na época, em 2005, com quase 25 milhões de usuários, o MySpace era a principal rede social utilizada, em particular para bandas e seus fãs, mas o compartilhamento de vídeos no site era quase impossível.

Outros sites de vídeo como o YouTube evitavam permitir que blogs e outros sites incorporassem seus vídeos porque eles queriam manter o tráfego em seus próprios sites – além disso, eles não queriam pagar os custos de hospedagem para suportar o tráfego para sites de outras pessoas.

O YouTube empurrou o custo em troca de um enorme impulso no reconhecimento da marca. Essa tração inicial ajudou a alcançar a potência que é hoje, com mais de 1 bilhão de usuários.

#4. Programa de recomendação do Dropbox

Quando o Dropbox iniciou, experimentou os anúncios pagos e constatou que o custo para adquirir um novo cliente era muito maior do que o valor médio de vida do cliente, que é uma maneira de ficar sem dinheiro antes de alcançar a rentabilidade.

Eles então escolheram procurar outro lugar para o concentrarem sua estratégia de crescimento: a concepção de um programa de recomendação fácil de utilizar que concedeu 500MB de espaço de armazenamento Dropbox livre para cada amigo que se cadastrasse no Dropbox.

O Dropbox enviou 2,8 milhões dessas referências diretas de convites em abril de 2010.

Este exemplo de growth hacking de baixo custo e de alto impacto, realizou a difícil tarefa de fazer um sistema de armazenamento de arquivos parecer um emocionante e exclusivo clube – aumento as inscrições Dropbox dramaticamente.

Em um período de 15 meses, a empresa passou de 100 mil à 4 milhões de usuários.

#5. A rede fechada do Facebook

Não existe um único hack que pode, eventualmente, ser responsável pelo crescimento notável da rede social gigante chamada Facebook. No entanto, este hack inicial ajudou a introduzir uma base sólida que fez o crescimento ser possível.

Começou como uma rede fechada para uma faculdade (versus o grátis para todos, que era o Friendster) e depois, lentamente, se expandiu de Harvard para muitas faculdades e depois para todas as faculdades e, assim por diante, permitido que o Facebook permanecesse na massa crítica em todas as fases de crescimento.

O fato de que era uma rede fechada fez parecer exclusivo, aumentando o apetite social dos jovens universitários.

No início, o Facebook foi uma rede fechada à universidades.

No início, o Facebook foi uma rede fechada à universidades.

#6. Seguidores recomendados do Twitter

Às vezes, os maiores growth hackings podem ver o óbvio em retrospecto, mas muitas empresas de tecnologia ignoram maneiras óbvias de aumentar a vitalidade de seus produtos.

Nos seus primeiros dias, o Twitter teve um pequeno problema de retenção, novos usuários chegavam, mas poucos realmente ficavam engajados com o site e tornavam-se usuários ativos.

Ao invés de investir nos anúncios de redirecionamento padrão ou boletins informativos por e-mail, a empresa tentou descobrir o que separava aqueles que continuavam voltando daqueles que ingressavam e nunca mais voltavam.

Eles aprenderam que, quando o usuário seguia, em média 5 a 10 contas, ele tinha uma probabilidade muito maior de engajamento.

#7. A postagem cruzada do Airbnb no Craigslist

Outro exemplo de crescimento de plataforma. O Airbnb cirou um bot simples, mas brilhante, que permitia que os usuários listassem suas propriedades no Airbnb e no Craigslist automaticamente, com apenas 1 clique.

Se aproveitar da base de usuários bem estabelecida do Craigslist não só permitiu a Airbnb a levar o seu nome para todos os possíveis novos usuários, mas, também ajudou a garantir que as propriedades que eles listavam para alugar fossem mais reservadas, para dar muito mais lucro aos usuários.

#8. Convites da Pinterest

Tomando a sugestão de crescimento inicial do Facebook, a Pinterest, inicialmente era apenas para convidados. Qualquer um era livre para solicitar um convite, após receber um e-mail que notificava de que a lista de espera era longa, mas que eles seriam permitidos o mais rápido possível.

Seja ou não realmente verdade, serviu para gerar buzz e fez a Pinterest parecer muito mais desejável para os primeiros usuários.

#9. A postagem cruzada do Instagram

Levando o conceito de crescimento de plataforma para outro nível, o Instagram tornou-se rápido e fácil para os usuários fazerem a postagem cruzada no Facebook, Twitter, Tumblr, Foursquare e outras mídias

Isso foi inegavelmente bom para os usuários, que lutaram para postar fotos de celular para Facebook nos primeiros dias, mas também foi bom para Instagram, cuja a aparência distinta das fotos começaram a aparecer em várias plataformas sociais, servindo como uma propaganda gratuita para o aplicativo.

Inspire-se nesses casos de sucesso

Enquanto o crescimento dessas empresas pode parecer mágica do lado de fora, a chave para expandir o seu negócio com a mesma taxa de crescimento pode estar em apenas algumas escolhas estratégicas.

Muitas vezes, uma pequena maneira de operar pode fazer a diferença entre ser uma empresa de 1 milhão ou uma empresa de 1 bilhão.

No entanto, como os exemplos acima mostram, growth hacking não vai levá-lo até o fim. Se você quiser um crescimento autêntico sustentável e, não apenas um aumento temporário de novos usuários, você precisa saber em que apoiar o seu crescimento.

___

Este artigo foi adaptado do original, “9 iconic growth hacks tech companies used to boost their user bases”, do The Next Web.

Comente este artigo

Populares

Topo