X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Growth Hacking

Os growth hackers do marketing e publicidade

Os growth hackers do marketing e publicidade. Sim, eles existem

Você acredita que growth hackers existem apenas em startups e empresas em busca de validação de seus negócios? Eles também estão no marketing


Você acha que os growth hackers estão apenas nas startups? Eles também estão no marketing.

Mad men: eles também podem ser growth hackers.

Mad men: eles também podem ser growth hackers.

Sir Martin Sorrell, um dos mais brilhantes cérebros estratégicos da história da publicidade e CEO do grupo WPP, recentemente fez uma chamada às armas digitais para todo o mercado:

DAVOS/SWITZERLAND, 27JAN07 - Sir Martin Sorrel...

Sir Martin Sorrell, propaganda e Big Data.

“Estamos cada vez mais adotando a aplicação da tecnologia em nossos negócios, juntamente com o Big Data, que significa que estamos nos tornando homens matemáticos e alucinados. Concorremos não apenas com o marketing e a publicidade dos grupos de pesquisa de mercado, mas também com as novas empresas de tecnologia, como Google, Facebook, Twitter, Apple e Amazon (que são os novos donos da mídia) e com empresas de consultoria de tecnologia, como Infosys, Wipro, IBM, Accenture e Deloitte.”

Como qualquer forma de mudança tecnológica disruptiva, o mercado da propaganda tem tido tempo para se acostumar com isso – e torná-la parte de nossos processos de negócios. Aqueles que trabalham neste mercado podem facilmente sentir saudade dos anos de glória. As coisas eram mais simples quando as ideias criativas eram compostas apenas das artes e dos textos. A exemplo de quando o rádio e a TV vieram uma nova geração de agências surgiu.

Enquanto a mídia vem mudando dramaticamente, os processos e modelos operacionais não acompanharam a velocidade das mudanças. Na verdade, levou mais de 10 anos para que o marketing digital começasse a se tornar uma coisa séria entre as agências e seus clientes.

Entretanto, não há o que lamentar. Precisamos comemorar e celebrar a consequência não intencional dessa mudança.

Métricas, fórmulas e matemática permitem que os growth hackers nasçam em diversos mercados.

Métricas, fórmulas e matemática permitem que os growth hackers nasçam em diversos mercados.

Confrontado com orçamentos limitados, clientes entusiastas e as enormes oportunidades que a nova tecnologia proporciona, os profissionais mad men e estão adaptando seus trabalhos ao digital. Qualquer que sejam os novos cargos: diretor de arte, estrategista digital, diretor de conteúdo, planner, estão diariamente trabalhando e criando hacks e debulhando dados para trazer mais retorno, curtidas e resultados para os clientes. Mas, o que importa é que as engrenagens do setor de inovação e aplicação social inteligente da tecnologia estão girando a todo vapor.

Produtos como Nike+ e Nike Fuelband se tornaram ferramentas pioneiras com a ajuda das agências de marketing. Da mesma forma, através do marketing digital, Barack Obama ganhou as primárias democratas e depois a eleição para presidência dos EUA.

O growth hacker no marketing já tem quase 2 décadas de experiência. Todo conhecimento que vem dos líderes digitais – sobre como construir experiências digitais incríveis que impulsionam os objetivos da marca, em estratégia inteligente, sobre a forma de lançar um site ou aplicativo com sucesso – é bem parecida com todo esforço dos fundadores de startups bem sucedidas.

Na próxima vez que pensarmos em growth hacking, não basta pensar em um monte de startups no Vale do Silício impulsionando suas empresas com táticas de lançamento.

Pode ter certeza que há milhares de homens movidos à métricas e matemática no marketing, trabalhando em estratégia, arte, conteúdo e código. E, aqui, temos growth hacking também.

___

Este artigo foi adaptado do original, “Maths Men, Mad Men”, do Medium.

Comente este artigo

Populares

Topo