X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Growth Hacking

Tudo que você precisa saber para fazer um teste de usabilidade

Tudo que você precisa saber para fazer um teste de usabilidade

Que tal fazer um teste de usabilidade e saber como seus potenciais clientes vão reagir ao seu produto? Criamos um passo-a-passo para ajudar você


Que tal fazer um teste de usabilidade e saber como seus potenciais clientes vão reagir ao seu produto? Criamos um passo-a-passo para ajudar você

Você está pronto para testar a usabilidade de seu produto?

Você está pronto para testar a usabilidade de seu produto?

Você sabe o que é preciso para fazer um teste de usabilidade? Você não precisa ser um especialista em usabilidade para testar o que está construindo.

Tudo que você precisa para começar está aqui.

Antes de começar, não seja criterioso demais no planejamento. Obviamente você pode passar horas, dias ou semanas planejando o teste de usabilidade perfeito.

O problema é que a ideia da perfeição impede você de testar o seu produto logo e de, principalmente, testá-lo suficiente.

Por isso, em vez do planejamento, tenha em mente que você precisa testar logo, porque é justamente a melhoria contínua que vai fazer toda a diferença.

Se você está fazendo um teste pela primeira vez, você precisa ficar de olho nesses 4 checkpoints.

O primeiro deles, é importante dizer as pessoas que você está testando o seu produto, e não testando as pessoas. Lembre-se de se antecipar aos problemas que podem ocorrer, avisando seus usuários.

Além disso, escreva um cenário que reflita o propósito do seu site. Por exemplo, digamos que você está trabalhando em um site de doações para a caridade.

Explique isso ao seu usuário: “imagine que você deseja fazer uma doação mensal a uma organização de caridade que você gosta. Você chegou até aqui, e queremos descobrir se seria legal você fazer isso usando o nosso aplicativo. Por favor, explore a nossa ferramenta”.

Não se esqueça também de dar aos seus usuários uma tarefa concreta para que eles façam. A melhor maneira de se certificar que seus usuários estão testando as características que você quer que sejam testadas é mostrar isso a eles.

O exemplo mais óbvio é o de testar o seu processo de inscrição, ou algo do tipo. Você pode pedir aos usuários: “você já explorou o local por alguns minutos. Agora, por favor, tente se inscrever para nosso serviço e deixe-nos saber sua opinião”.

Finalmente, seja um observador silencioso, ao invés de um facilitador. A regra de ouro aqui é que o testador deve liderar a conversa em, no mínimo, 80% do tempo.

Seu trabalho consiste em observar o seu comportamento e entender o sentido de tudo aquilo que eles estão dizendo.

Em caso de dúvida, mantenha a boca fechada ou faça perguntas abertas, como: “o que você acha que aconteceu?”, ou “o que você espera ao clicar nesse link?”.

A realização de um teste de usabilidade precisa ser analisada extensivamente. Dito isso, aprenda a analisar os resultados dos testes de usabilidade, se você ainda não realizou nenhum teste.

Mais importante do que saber o que pedir, perguntar ou ouvir de seu usuário é entender como interpretar tudo isso.

Normalmente, os testes de usabilidade são feitos por especialistas. O problema óbvio com essa abordagem é que esses especialistas precisam relatar os resultados para você e sua equipe, o demanda tempo e dinheiro.

Ao fazer os testes por si mesmo, as coisas ficam muito mais fáceis. Depois que você simplesmente começar a testas, vai colher o feedback dos usuários e terá material para trabalhar por muito tempo.

Uma vez, eu estava criando um protótipo de um sistema web, e iniciei um teste com 4 usuários. No início, eu queria capturar suas telas e vozes durante as sessões para consultar posteriormente.

Depois, descobri que não era necessário, uma vez que depois de apenas 1 teste, eu tinha tantos resultados que decidi cancelar os 3 restantes e simplesmente melhorar o projeto, afirma Stefan Rössler, do Userbrain.

Agora é a hora de usar os resultados. Você já deve saber onde isso tudo vai dar: você vê como as pessoas têm problemas com seu design, melhora com suas observações, e repete o processo até que as pessoas não tenham mais problemas com o seu produto.

O que você está esperando? Se não se sente pronto, dê uma olhada no teste demo de Steve Krug.

Além disso, decida o que você quer testar e siga os passos acima. É mais fácil do que você imagina, e você vai encontrar mais do que imagina… mesmo se acabar fazendo tudo errado.

Se quiser, dê uma olhada nos slides abaixo. Eles vão ajudar a contextualizar um pouco do passo-a-passo para os testes de usabilidade.

___

Este artigo foi adaptado do original, “Startup Growth Academy #5: DIY usability testing for startups”, do Growbots.

Comente este artigo

Populares

Topo