X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Marketing de Conteúdo

10 formas de criar conteúdo contagioso

formasdecriarconteúdocontagioso

Quer criar conteúdo que faça as pessoas compartilharem? Aqui está o caminho


Quer criar conteúdo que faça as pessoas compartilharem? Aqui está o caminho

Criar conteúdo contagioso é um grande desafio.

Criar conteúdo contagioso é um grande desafio.

Quer criar mensagens que faça as pessoas compartilharem o seu conteúdo? Quer maximizar o ROI das mídias sociais em seus posts e destacar-se entre o mar de conteúdo sendo jogado todos os dias lá fora?

Criar conteúdo compartilhável resume-se a compreender a mente de seu público. Você pode então entender exatamente o que faz eles clicarem. Ou não.

Quais elementos os levam a partilhar?

Quando melhor entender a mente de seu público, mais você será capaz de criar conteúdo compartilhável. É importante lembrar que ainda há uma pessoa por trás do computador.

Entenda como eles pensam e, você pode ajustar seu conteúdo para que ele seja compartilhado com mais frequência.

A psicologia do por que as pessoas compartilham

O NY Times Insights Group publicou um estudo que destacou os principais fatores que fazem as pessoas compartilharem conteúdo.

Compartilhar, de acordo com o estudo, está intimamente ligado à nossa relação com os outros. O estudo descreveu as seguintes chaves de motivações para as pessoas compartilharem:

  • Definir nós mesmos para os outros.
  • Trazer conteúdo valioso e divertido para os outros.
  • Crescer e nutrir relações.
  • Espalhar a palavra sobre causas e marcas que nos interessa.

Outro estudo envolvendo o NY Times descobriu que criar conteúdo emotivo pode levar ao aumento de compartilhamento.

O conteúdo é mais provável de ser compartilhado se for engraçado, comovente, iluminador, inspirador, chocante, bonito, controverso ou sexy, ou se deixa o usuário com sensação de medo ou temor.

O Journal of Science publicou um estudo sobre a psicologia do compartilhamento em 2011 que apoiou o estudo acima sobre emoções, dizendo que o compartilhamento de histórias ou informações pode ser impulsionado em parte pela excitação.

Aqui estão 10 formas de criar conteúdo contagioso.

#1. Elevação de validação social

Todos nós temos um forte desejo de aprovação

O autor Robert Cialdini realizou um estudo em que pesquisadores participaram de campanhas de caridade de porta em porta e descobriram que as pessoas eram mais propensas a doar quando a lista prévia de doadores era maior.

Além disso, quando a lista incluía pessoas que conheciam os prospects – tais como amigos e vizinhos – ficavam ainda mais prováveis em fazer a doação.

Como fazer isso online

O Social Media Examiner tem botões de compartilhamento com contagens de compartilhamento claramente visíveis em uma barra vertical flutuante para cada um de seus posts.

Especialistas em taxas de conversão ajudaram a empresa daFlores de entrega de flores, a quase dobrar suas receitas.

Eles descobriram que alguns visitantes do site nunca tinham ouvido falar da empresa antes. Então, eles substituíram um banner na página principal por uma frase de agradecimento: “obrigado aos nossos mais de 600 mil fãs no Facebook”.

O resultado foi um aumento de 44% nas vendas, simplesmente adicionando uma prova popularidade da empresa na mídia social.

Um simples detalhe no site da daFlores.com aumentou a conversão em 44% dos usuários.

Um simples detalhe no site da daFlores.com aumentou a conversão em 44% dos usuários.

#2. Use boas notícias

Considere os seguintes estudos:

  • O autor Jonah Berger examinou cerca de 7 mil artigos do New York Times que haviam sido compartilhados e descobriram que a notícia positiva era mais provável de ser viral.
  • Um estudo realizado pelo BuzzSumo também descobriu que as emoções mais comuns invocadas por artigos que foram compartilhados eram espanto, riso e diversão.
  • Um estudo pela Ipsos mostrou que 61% das pessoas compartilharam coisas interessantes, 43% das pessoas compartilharam coisas engraçadas e 29% das pessoas compartilharam conteúdo exclusivo.

Como fazer isso on-line

Buzzfeed e Upworthy são mestres na criação de conteúdo reativo. O conteúdo que desencadeia emoções de positiva alta excitação, juntamente com as manchetes que evocam a curiosidade e temor, é mais provável compartilhado.

Considere as manchetes como:

  • 15 das coisas mais incríveis que Emma Watson já disse.
  • 32 coisas maravilhosas você pode fazer enquanto tiver grávida.

#3. Estética importa, então gaste tempo nela

De acordo com Jakob Nielsen, 16% dos usuários leem os textos na internet palavra por palavra, enquanto 79% leem analisando uma página e escolhendo frases e palavras individuais.

O design e olhar importam, mesmo quando se trata de conteúdo escrito.

Organize o conteúdo de uma forma que seja facilmente compreensível e tenha um caminho claro que aumentará o engajamento. Use subtítulos, separe-os em blocos de texto e escolha uma fonte de fácil leitura.

Isso vai ajudar todos os leitores a se envolverem com o seu conteúdo.

Como fazer online

A Apple é mestre em entregar uma estética agradável na web, bem como em seus anúncios impressos. Aqui estão algumas orientações:

  • Utilize um título com com uma fonte grande para destacar uma grande ideia.
  • Use um sub titulo antes de cada parágrafo, ou pelo menos depois de 2-3 parágrafos, para manter os scanners curiosos e engajados.
  • Use a estrutura de pirâmide invertida em escrever o seu conteúdo. Essencialmente, essa estrutura implica começar com seu ponto mais importante e em seguida na sequência com pontos menos importantes. Os pontos menos importantes vêm depois. Desta forma, aqueles que escaneam o conteúdo serão capazes de pegar em pontos-chave rapidamente.
  • Use frases de efeito que fascinam e intrigam o público.

#4. Reaja rápido

O tweet e post do Facebook da Oreo durante o blackout do Super Bowl gerou uma enorme quantidade de repercussão, principalmente porque eles foram sutis e oportunos.

Eles reagiram a um evento inesperado e, ao fazê-lo, criaram um poderoso anúncio no dia mais caro do ano para publicidade.

Como fazer online

  • Ser capaz de reagir ao momento é possível graças a suas câmeras e smartphones. Compartilhe notícias, experiências ou trocas para envolver o seu público.
  • Se você sabe que há uma conferência que está alinhada ao seu negócio, e você sabe que a conferência tem uma hashtag, você pode aproveitar isso enviando tweets relevantes, incorporando a hashtag.

#5. Carregue no apelo emocional

Em seu livro Descartes Error, Antonio Damasio, professor de neurociência na Universidade de Southern, explica que a emoção é um ingrediente necessário em quase todas as decisões. Isto foi suportado por um estudo conduzido pelos pesquisadores Raj Ragunathan e Szu-Chi Huang na Universidade do Texas em Austin.

Como fazer online

As pessoas são mais propensas a compartilhar conteúdo que cria uma resposta visceral. Como você sabe se seu conteúdo tem uma resposta visceral?

  • Você se sentiu passando vergonha na frente de seus colegas de trabalho com lágrimas?
  • O post de sucesso do BuzzFeed: “as 45 imagens mais poderosas de 2011″ foram intencionalmente projetadas para o espectador sentir emoção
  • Um fator importante para o escritor Adam Mordechai foi o fato de que ele chorou enquanto assistiu pela primeira vez e depois chorou pela segunda vez ele ao assistir novamente.

#6. Use uma grande história

Muitas das nossas decisões de compra são baseadas em controladores emocionais e benefícios não racionais ou características do produto.

Grandes histórias tendem a ser emocionais e não apenas dramáticas. Por exemplo, a companhia de seguros funerais holandesa, Dela, criou uma história profundamente emocional em torno de seu produto.

Eles pediram as pessoas para compartilharem o que diriam a um ente querido antes de morrerem.

Como fazer online

Então, como você pode escrever histórias que constroem conexões emocionais? Aqui estão algumas dicas:

  • Mostre, não diga. Em outras palavras, mostre ao público o que está acontecendo na história ao invés de dizer. Use palavras descritivas que evocam os sentimentos mais profundos para os personagens e suas circunstâncias.
  • Crie personagens que as pessoas se relacionam e se importam. Use seus personas de um comprador de seu público como personagens para conduzir um relacionamento mais profundo com seu negócio.
  • Sua história não é uma história de autônomos. A história deve ser parte de um amplo arco de história a longo prazo. Os que seus personagens precisam superar obstáculos devem ser aquelas que seu público possam se identificar com, motivando-os a enraizar seus personagens.
  • Fique firme em sua promessa de marca. A Red Bull, por exemplo, tem uma imagem de marca de esportes radicais, aventura e liberdade. Histórias da empresa fornecem consistência como eles se concentram em uma variedade de personagens, cada um estilo de vida da Red Bull.

#7. Aproveite a polêmica

Se algumas pessoas odeiam e os outros amam, é mais provável de ser compartilhado. Um papel de Zoey Chen e Jonah Berger em 2013 na edição de outubro do Journal of Consumer Research examinou a maneira temas polêmicos afetam a vontade das pessoas de falar sobre eles.

Temas polêmicos moderadamente tendem a evocar a raiva suficiente para ter um impacto, que é o mais eficaz gatilho emotivo para criação de conteúdo viral.

Como fazer online

  • Derek Halpern usou este gatilho em um artigo intitulado – “o conteúdo é rei” do Myth Debunked. Nela, ele sugeriu que o design é rei, e não o conteúdo. Isto criou polêmica e gerou uma quantidade justa de discussão entre os profissionais de conteúdo que foram usados para a conversa de “Conteúdo é rei” e entre os designers de web que sentiam que seu trabalho estava sendo valorizados no post.

#8. Faça seu público parecer inteligente e elegante

De acordo com a pesquisa, as pessoas estão 25% mais propensas a comprar um produto que ficariam orgulhosas de si próprias e 25% menos propensas a comprar se um botão de compartilhamento de mídia social é colocada em qualquer lugar que não for perto do produto.

Como fazer online

  • Se você fornecer um benefício significativo para este grupo, eles são propensos a compartilhar com outras pessoas.

#9. Ser parte de algo maior.

Em uma pesquisa realizada pelo NY Times, 68% das pessoas disseram que compartilhariam para dar às pessoas uma melhor noção de quem eles são e o que querem saber.

Organizações sem fins lucrativos e filantrópicas em particular podem se beneficiar deste tipo de compartilhamento, como pode qualquer negócio que ofereça suporte a uma causa. Aqueles que compartilham a fim de apoiar causas ou questões já estão motivados e só precisam de um incentivo rápido para repassar o conteúdo relacionado.

Compartilhe causas e preocupações que se relacionam com seus valores de negócio e envolva a sua comunidade e o público através de campanhas como essa acima.

#10. Fofocas

Por que as pessoas fofocam? Normalmente, é porque a informação é simplesmente boa demais para não compartilhar.

As fofocas mais atraentes tendem a serem surpreendentes e interessantes. Tal conteúdo é compartilhado porque ele puxa um pouco de humor, um pouco de emoção e um pouco nas categorias de auto-definição.

___

Este artigo foi adaptado do original, “10 Ways To Create Contagious Content for Your Social Media Marketing”, do Jeff Bullas.

Comente este artigo

Populares

Topo