X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Marketing Digital

11 grandes mitos sobre mídias sociais e marketing de conteúdo

grandesmitossobremídiassociaisemarketingdeconteúdo

As mídias sociais e o conteúdo são assombradas por alguns mitos. Aqui estão alguns deles


As mídias sociais e o conteúdo são assombradas por alguns mitos. Aqui estão alguns deles

Quais são os principais mitos que rondam as mídias sociais e o marketing de conteúdo?

Quais são os principais mitos que rondam as mídias sociais e o marketing de conteúdo?

Muitas crenças sobre mídias sociais e marketing de conteúdo estão erradas. Elas são mitos. Está na hora de esmagá-las.

Mito #1: meus clientes não usam as mídias sociais

Em 2013 os dados do Projeto Pew Internet descobriram que 72% dos adultos norte-americanos usam redes sociais (nota: 85% dos adultos americanos estão online).

Mesmo entre os americanos de 65 anos ou mais, 43% deles usam rede social.

Para colocar isso em contexto ainda mais abrangente, cerca de 70% dos lares americanos tinham televisão por satélite ou a cabo, por volta de 2011. Assim, é possível que seus clientes não estejam usando redes sociais?

Mas mesmo que eles ainda não estão usem redes sociais para negócios, há chances de eles estarem usando em breve.

Mito #2: redes sociais não são mensuráveis

A mídia social é extremamente mensurável, mas primeiramente você precisa fazer algo que poderá ser medido.

Controle de URLs, automação de marketing e bancos de dados unificados. Tudo isso pode responder a pergunta: “estamos fazendo dinheiro com isso?”, mas muitas vezes as pessoas esperam que exista um botão mágico de “medição de mídia social”, mesmo que não haja esse tal botão nas rádios, TV, e-mail, mala direta, outdoors, ou extravagantes cartões de visita.

Mito #3: a mídia social é para a criação de novos clientes

A maioria das pessoas com quem você está se comunicando nas redes sociais são seus clientes atuais.

Uma pesquisa da DDB descobriu que 84% dos fãs de páginas de empresas do Facebook são – em média – atuais ou ex-clientes da marca. Claro que são.

Nós “curtimos” o que realmente gostamos. Reconheça que em mídias sociais tentam convencer quem já foi convencido. E para mim, isso faz das mídias sociais o jogo principal de fidelização e retenção e, não um jogo de aquisição de clientes.

Mito #4: você deve ignorar o feedback negativo

A mídia social é um esporte do espectador.

Não se trata de fazer o cliente chateado ficar feliz (apesar de que seria bom) – é sobre ter certeza que sua marca está nos registros como aquela que escuta e faz isso com carinho, porque milhares de outros clientes / clientes potenciais estão observando com uma tigela de pipoca no colo.

Responda cada comentário – positivo ou negativo – e faça isso rapidamente.

Mito #5: a mídia social matará o e-mail

Esta é, talvez, a mais ridícula de todas elas. Tendo em conta que é necessário ter um e-mail para se inscrever para qualquer rede social, é difícil ver um cenário na qual o e-mail desaparece.

Além disso, constatar que as redes sociais são principalmente um jogo de lealdade, as coloca no mesmo campo estratégico, como o e-mail.

Ambos são usados ​​para manter a sua marca top of mind entre as pessoas que lhe deram permissão para fazê-lo. O e-mail e as redes sociais são táticas complementares, não de oposição.

Mito #6: os canais da empresa são seus bens sociais mais importantes

Simplesmente não é verdade.

O sucesso social é sobre pessoas, não logotipos. Se você somar o número de conexões sociais de seus empregados, eles quase sempre excedem largamente as conexões para as contas oficiais da empresa.

Ativar seus funcionários e descentralizar a mídia social é a próxima fase de sucesso. Softwares fáceis de usar como o Addvocate pode ajudar as empresas a gerir este processo.

Mito #7: conteúdo cria liderança intelectual

Não necessariamente.

É normal – e recomendado mesmo – ter um conteúdo elevado, polido (liderança intelectual), e o conteúdo que exige menor esforço e é menos polido, mas que aborda questões específicas de seus clientes e prospects.

Este conteúdo de menor esforço é muitas vezes criado por seus funcionários e seus clientes, eles mesmos.

Nem tudo que se fala sobre conteúdo é verdadeiro.

Nem tudo que se fala sobre conteúdo é verdadeiro.

Mito #8: marketing de conteúdo e mídias sociais são iniciativas separadas

O conteúdo é o fogo. A mídia social é a gasolina. Utilize a mídia social para impulsionar a consciência de seu conteúdo mais do que a consciência da sua empresa.

É como a rede social e o e-mail, o conteúdo e a rede social devem trabalhar em uma colaboração estreita.

Mito #9: o marketing de conteúdo deve ser sobre seus produtos e serviços

O marketing de conteúdo é um catálogo?

O seu marketing de conteúdo é apenas um catálogo reformulado? Eu acredito que se o seu conteúdo não possui um valor interior importante – se ele não pode se manter sozinho como algo que as pessoas realmente querem, você não está pensando o bastante.

Se permita fazer uma história maior, e crie um marketing de conteúdo relacionado ao seu negócio, mas não 100% sobre o seu negócio.

Mito #10: muito conteúdo irá entregar seus segredos

A lista de ingredientes não torna alguém um chefe de cozinha.

Mito #11: as regras são diferentes em B2B

Sim, o funil de compra e algumas táticas são diferentes em B2B. Mas o impulso estratégico de conteúdo (ajudar e informar) e social (ajuda e humanizar) são os mesmos, independentemente do que você está vendendo.

Além disso, todos os clientes B2B também são clientes B2C, e os guias estratégicos das empresas B2C de marketing estão mudando as expectativas dos compradores B2B.

Se você acha que pode recusar as oportunidades dessas coisas porque “somos B2B”, você está em apuros.

___

Este artigo foi adaptado do original, “11 Big Myths About Social Media and Content Marketing”, do Convince&Convert.

Comente este artigo

Populares

Topo