X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Growth Hacking

10 grandes lições dos 50 maiores growth hackers

grandesliçõesdosmaioresgrowthhackers

Selecionamos algumas das maiores lições dos growth hackers por trás do crescimento de algumas startups


Selecionamos algumas das maiores lições dos growth hackers por trás do crescimento de algumas startups

Qual é o segredo para o crescimento de startups?

Qual é o segredo para o crescimento de startups?

Os 50 maiores growth hackers incluem pessoas como Neil Patel, o co-fundador da KISSmetrics, Ivan Kirgin, um dos responsáveis pelo crescimento do Dropbox, Elliot Shmukler que ajudou no crescimento da LinkedIn e Josh Elman, que liderou o crescimento do Twitter durante sua expansão.

Dito isso, aqui estão algumas dicas que podemos aprender com esses e outros growth hackers responsáveis pelo crescimento massivo de startups de tecnologia.

#1. A retenção é mais importante que a aquisição

As startups precisam se concentrar na retenção de clientes, em vez de pensar apenas em conquistar novos clientes.

O objetivo básico de seu primeiro cliente é mostrar-lhe as brechas de seu funil e/ou como seu produto ou site tem falhas.

Você deve aprender com eles e mantê-los antes de sair atrás de mais e mais clientes para o seu produto. Vá devagar nesse momento.

#2. O crescimento favorece o agnóstico

Há empreendedores que acreditam que alguns métodos de crescimento são mais puros que outros. O único problema é que empresas diferentes exigem diferentes mecanismos de crescimento, devido ao seu tipo de produto, mercado, DNA e equipe.

Ao eliminar o uso de outros canais de crescimento específicos, que são baseados nas emoções, o empreendedor está diminuindo suas chances de escalar.

#3. O método de desenvolvimento de consumidor é imprescindível

Boa parte da metodologia lean inclui desenvolvimento de clientes (customer development), que se trata da atividade de falar com o seu mercado e usuários antes de começar a construir alguma coisa.

Use-o ao pé da letra.

#4. Não deixe os dados decidirem por você

Você deve usar dados para tomar decisões informadas mas os dados não devem conduzir ou ditar seus movimentos.

O maior trunfo de qualquer startup é a capacidade das pessoas envolvidas no time. Pessoas tomam decisões com base nos dados. Mas pensar apenas em dados vai fazer com que você acabe pensando como máquina e tomando decisões que não são boas para crescimento do seu negócio.

#5. Não há atalhos para o crescimento profundo

Muitas coisas podem ser feitas para direcionar tráfego e gerar retenção de usuários para o seu produto.

Algumas coisas podem ser feitas para criar atalhos para um crescimento superficial, mas o crescimento profundo não pode ser manipulado.

Não há segredo para o crescimento em profundidade.

Não há atalhos para um crescimento em profundidade.

#6. Elimine a sobrecarga cognitiva

Fazer um produto complicado não é bom. As pessoas estão sempre buscando por algo que consuma menos tempo e tenha menos etapas para seu uso.

Elimine a sobrecarga cognitiva. A sobrecarga cognitiva é o número de conexões lógicas ou saltos que o seu cérebro precisa fazer para compreender ou contextualizar aquilo que você está olhando.

#7. Use as métricas que importam para o negócio

Para qualquer métrica, geralmente há apenas um indicador que importa, em qualquer ponto.

O problema é que essas métricas são diferentes para cada tipo de startup e para o estágio de desenvolvimento que você está. O seu desafio é descobrir a métrica que importa.

#8. Métricas não ditam o que precisa ser feito

A desvantagem das métricas é que elas não podem dizer o que precisa ser feito. Elas apenas monitoram.

Por exemplo, um teste A/B não podem lhe dar o modelo A e B. É você quem precisa determinar quais são os modelos. O teste só permite que você saiba qual das opções são melhor.

Mas o teste não diz qual é a melhor opção dentro de todas as opções possíveis.

#9. O crescimento não é complexo

O crescimento não é algo para poucos, ou apenas para uma elite. Ele está ao alcance de todos.

Trata-se de uma mistura das pessoas certas, boas análise de dados, boas decisões e bons conselhos. Ele também é o resultado, muitas vezes, de parte confusão, parte sorte.

#10. A linguagem é soberana

Geralmente as startups estão preocupadas com design. Por outro lado, deixamos passar desapercebido os efeitos de nossa linguagem sobre os usuários.

É importante conhecer o poder das palavras.

___

Este artigo foi adaptado do original, “10 Biggest Lessons From 50 Greatest Hackers”, do EFYTimes.

Comente este artigo
Comente este artigo

Populares

Topo