X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Marketing de Conteúdo

Como a Casa Branca está arrebentando no marketing de conteúdo

Como a Casa Branca está arrebentando no marketing de conteúdo

Acredite se quiser: a Casa Branca pode ser um ótimo exemplo de marketing de conteúdo. Aqui está o que você deve aprender


Acredite se quiser: a Casa Branca pode ser um ótimo exemplo de marketing de conteúdo. Aqui está o que você deve aprender

O domínio de internet de Barack Obama tem sido evidente desde 2008, quando ele ganhou aquilo que muitos chamaram de “a primeira eleição do Facebook”, usando as mídias sociais para gerar doações.

Embora a força da campanha inicial de Obama tenha vindo de um site, e de um uso um tanto quanto primitivo do Facebook, sua equipe mostrou-se adepta da criação e distribuição de conteúdo atraente.

A Casa Branca serve como um ótimo exemplo de como os profissionais de marketing de conteúdo podem aproveitar as oportunidades da web.

Aqui estão 5 dicas que podem ser aprendidas com a estratégia de conteúdo da administração de Obama. Vamos usar o seu discurso sobre a propriedade online como exemplo.

#1. Domine a segunda tela

De acordo com um relatório da Nielsen no ano passado, 84% dos proprietários de smartphones e tablets usaram seus dispositivos enquanto assistiam televisão.

Isso dá às marcas a oportunidade de usar as mídias sociais, tanto para reforçar as mensagens que estão enviando na TV, quanto para impulsionar a sua audiência.

A Casa Branca usou a sua conta no Twitter para destacar citações importantes do discurso de Obama, auxiliados por fotografias ou slides.

No site da Casa Branca foi exibido uma “transmissão melhorada do discurso”em que a transmissão ao vivo foi complementada por acessores visuais que forneciam fatos e números sobre questões como a mudança climática.

Depois do discurso, a equipe de Obama dividiu o discurso em vídeos de 3 minutos e postou os vídeos no Facebook e no YouTube.

Todas essas iniciativas ajudaram a capturar a atenção dos telespectadores durante todo o discurso, independentemente se eles estavam olhando para a TV, ou para o dispositivo mobile em suas mãos.

#2. Seja acessível

Uma forma de fazer as pessoas voltarem até você é fazer com que elas se sintam como se estivessem conversando.

Nas horas que antecederam o discurso de Obama, a Casa Branca fez um apelo para a transparência, divulgando os comentários preparados pelo presidente no Medium.

Isso deu às pessoas a sensação de que Obama estava comunicando a sua mensagem diretamente para eles, ao invés de passar a imagem de que ele apenas estava falando com os membros do congresso.

Finalmente, a Casa Branca tem estimulado os cidadãos a compartilharem seus feedbacks sobre a agenda legislativa do presidente nas mídias sociais usando a hashtag #SOTU.

#3. Mantenha as pessoas envolvidas

Com um número quase infinito de opções de entretenimento e de informação disponíveis na web, não há nenhuma garantia de que você vai ter a atenção de alguém.

É por isso que é importante alimentar o seu público com uma dieta constante de conteúdo que eles possam consumir a qualquer momento.

A Casa Branca atualiza regularmente seus canais sociais com fotos e vídeos, mantendo o seu público sempre recebendo informações e notícias relevantes sobre o governo.

#4. Colabore com as pessoas que seu público interage

Desde o início de sua primeira campanha presidencial, Obama tem polido a sua imagem ao receber o apoio de uma ampla gama de celebridades.

Durante a sua reeleição em 2012, ele se juntou com a criadora da Girls, Lena Dunham para um bate-papo bem humorado endossando a sua candidatura.

Mais tarde, o próprio presidente aparece no posto de Zach Galifianakis em um episódio da série Between Two Ferns para dizer às pessoas como elas podem se inscrever no Affordable Care Act.

Em ambos os casos, a equipe de Obama trabalhou com pessoas influentes para entregar a mensagem do presidente para os fãs dessas celebridades, em vez de esperar os fãs acessarem o site da Casa Branca.

#5. Compreenda que nenhuma plataforma é igual

Quem buscar uma produção de conteúdo bem sucedida para a web precisa entender como as pessoas buscam coisas diferentes, em diferentes plataformas.

Por exemplo, uma série de fotografias artísticas que as pessoas adorariam no Instagram, não iria funcionar nada bem no LinkedIn.

A administração de Obama tem sido muito esperta sobre a criação de conteúdo nativo para cada tipo de plataforma em que está sendo distribuído.

Quando ele, por exemplo, fez um Q&A no Reddit, ele conquistou os membros da comunidade potencialmente hostis até fechar o fórum com uma piada popular.

Por outro lado, a Casa Branca envia fotos e vídeos em seus feeds do Twitter e Facebook, sua conta do Tumblr é salpicada de GIFs que são muito populares em toda a plataforma.

Enquanto isso, a presença da Casa Branca no LinkedIn é toda corporativa, com resumos e análises políticas feitas pelo conselheira sênior da Casa Branca, Valerie Jarret.

É muito importante que a sua mensagem seja adequada para cada plataforma que você utiliza.

___

Este artigo foi adaptado do original, “5 Ways the Whte House Kills It at Content Marketing”, do Contently.

Comente este artigo

Populares

Topo