X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Growth Hacking

5 lições de growth hacking com o precursor do termo

liçõesdegrowthhackingcomoprecursordotermo

Quer entender como o growth hacking se encaixa em sua ideia de negócio? Aqui estão algumas dicas de Sean Ellis


Internet Trends 2019Powered by Rock Convert

Quer entender como o growth hacking se encaixa em sua ideia de negócio? Aqui estão algumas dicas de Sean Ellis

Qual é o segredo por trás do growth hacking?

Qual é o segredo por trás do growth hacking?

Fique ao lado de algumas pessoas que trabalham com marketing digital e tudo que você vai ouvir será SEO, SEM, PPC e CTA.

Mas, uma palavra que poucas pessoas estão pronunciando é growth hacking. Todos querem otimizar seus esforços de marketing e fazer mais com menos. Toda empresa quer isso e, sempre desejou.

Isso é um dos princípios do growth hacking.

Sean Ellis é o precursor do termo. Ele agora dirige uma startup de dados bem sucedida chamada Qualaroo e, é responsável pela criação do termo growth hacker.

Aqui estão algumas dicas de growth hacking diretamente do pai da terminologia para os negócios.

#1. Tenha pressa em tracionar o seu produto

Havia uma curiosidade natural sobre como o Dropbox se tornou o que é hoje. Sean revelou que, no início, era tudo sobre pressa.

Drew Houston primeiro criou um vídeo com algum humor irônico e inteligente que agarrou o pessoal de tecnologia. Eles também fizeram o Digg e Reddit para obter mais exposição ao produto.

Essa confusão não é incomum entre as histórias de startups.

Whitney Wolfe, co-fundadora do Tinder, visitou irmandades para conseguir meninas para o Tinder. Os fundadores do Flickr, afim de criar uma comunidade engajada, comentavam as fotos regularmente.

Andrew Chen observa que antes de descobrir o seu modelo de escalada, você tem que fazer o que você pode para começar a obter os seus primeiros usuários.

#2 Tente otimizar o seu produto para o marketing

O Dropbox teve um foco forte em fazer o seu mercado de produtos para as pessoas. Em particular, eles introduziram o conceito de uma dupla recompensa: quando você convida alguém para acessar o seu Dropbox, ele recebe 250 MB de espaço livre, e você também.

Por isso, era benéfico para todas as partes, quando mais pessoas utilizavam a Dropbox.

Mas a equipe do Dropbox fez o seu produto mais rígido. Quando alguém que você compartilhava uma pasta da Dropbox criava uma conta, você agradavelmente era notificado de que tinha ganhado mais espaço em disco.

Internet Trends 2019Powered by Rock Convert

#3. Faça o que for preciso para aprender com seus usuários

Sean defende que cada profissional de marketing deve examinar sua audiência.

Em suas empresas anteriores, ele não pensou em sua própria forma de posicionar o produto. Em vez disso, ele perguntava aos usuários como eles iriam descrevê-lo a um amigo, e que uma palavra usaria para descrever o produto.

Tendo ganhado essa percepção, ele, então, testava e repetia as mensagens.

O levantamento vai além do objetivo de compreender mensagens. Sean olhava para o funil dos usuários e identificava onde existiam declives acentuados.

Ele, então, ia ao encontro daqueles que caíram em um determinado ponto para entender o porquê.

Mais importante, Sean fazia um levantamento para aferir se os usuários encontravam valor no produto.

Ele utilizava essa informação para melhor demonstrar o valor do produto e, examinar novamente para avaliar se as mudanças melhoravam a partir da referência inicial.

Dê valor ao feedback e às iterações com usuários.

Dê valor ao feedback e às iterações com usuários.

#4. Pense além do conteúdo em sua estratégia inbound

Sean criou um site comunitário chamado GrowthHackers.com aonde dirige a conversa em torno da multiplicidade do marketing de conteúdo. Seu objetivo final é educar os leitores de sobre seu produto Qualaroo.

O que é fascinante é que Sean percebeu que para fazer o Qualaroo destacar-se, ele teria que ir além do que apenas bombardear o conteúdo. Ele podia distinguir os seus esforços através de curadoria e tecnologia.

Na verdade, o futuro do marketing de conteúdo é pensar além do conteúdo.

#5. Abrace a filosofia de tentar sempre

Acima de tudo, Sean constantemente lembrava o público da importância de testar suas ideias, o que é o conteúdo central da growth hacking.

Suas lições não são livros didáticos, elas são testadas.

___

Este artigo foi adaptado do original, “5 Things You Can Learn About ‘Growth Hcking’ From The Man Who Coined The Term”, da Forbes.

Internet Trends 2019Powered by Rock Convert
Comente este artigo

Populares

Topo